A GAZETA DE ALGOL

"O morto do necrotério Guaron ressuscitou! Que medo!"

Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


fanworks:fangames:newseed

Phantasy Star – The Newseed

Por: Gaijin

Saudações algonianas!

Eu, o Gaijin, estou de volta e desta vez com o tão prometido fã game Phantasy Star - The Newseed, meu projeto pessoal no qual estou engajado a mais de cinco anos! Trata-se basicamente de um fã game como todos os outros, mas com algumas inovações gráficas e de enredo, que necessitaram de amadurecimento de minhas habilidades com ferramentas gráficas, e opções de software mais abrangentes.

O primeiro diferencial deste novo jogo foram os gráficos de sprites e cenários, totalmente desenhados por mim com base nos jogos clássicos da série PS, mas com significantes melhorias gráficas. Pode-se notar que os sprites deste game possuem tamanho 3 vezes maior que os sprites tradicionalmente apresentados pelo RPG Maker, possibilitando colocar muitos detalhes nas personagens e NPCs.


Gráficos e enredo fazendo referência aos jogos tradicionais da série, com sprites maiores e mais detalhados

Quanto ao sistema de batalhas, procurei seguir como referência o já consagrado esquema de turnos, com a visão pelas costas das personagens. As magias e ataques são referências diretas aos jogos anteriores, bem como os inimigos, que foram remodelados com base nos antigos conhecidos da saga de Algol. Neste jogo, cada personagem e inimigo é mais ou menos resistente a tipos específicos de ataque. Você vai perceber que magias de determinados elementos causam muito dano em alguns monstros, mas são praticamente ignoradas por outros, assim como entre as personagens, por exemplo, enquanto o cyborg suporta bem ataques de veneno, sofrerá bastante dano se for atingido por ataques elétricos.


Alguns antigos conhecidos estão de volta

Sobre o enredo, prefiro não fazer muitos spoillers, mas basicamente, trata-se de uma série de acontecimentos que transcorrem em um período muito posterior aos eventos de PS 4, em uma Motávia devastada por uma guerra de proporções mundiais, onde os poucos sobreviventes lutam por sua sobrevivência. Neste contexto, somos apresentados a Leyla, pesquisadora da Academia Motaviana, cujo principal objetivo é proporcionar através de suas pesquisas, melhores condições de vida para os cidadãos de Nova Paseo, último reduto da civilização. A trama começa bastante simples, com trabalhos de rotina de Leyla e seu companheiro de pesquisas, o Dr. Ogai, e vai se desenvolvendo na medida em que Leyla viaja pelas diferentes localidades de Motávia. As personagens seguem os famosos esteriótipos de RPGs clássicos, mas possuem muito mais personalidade que minhas antigas criações… agora, eles discutem entre si as melhores estratégias, desabafam seus sentimentos, fazem piadinhas mútuas pelas mais diversas razões e até mesmo tentam desenvolver relações afetivas, sempre temperadas por muito humor. Esta pitada de “alma” nas personagens ajuda a aliviar a tensão dos momentos onde a trama está caminhando para o ápice, a auxilia o jogador a compreender as motivações de cada um dos heróis. Abaixo, segue uma breve descrição das personagens:

Leyla: a personagem principal do jogo. Suas técnicas de cura são bastante úteis para o grupo. Ela utiliza diferentes tipos de armas de fogo que causam status negativos nos inimigos, como envenenamento e confusão.
Dr. Ogai: companheiro de pesquisas (e interesse afetivo) de Leyla, este jovem pesquisador contribui enormemente para o desenvolvimento de Nova Paseo com seus estudos da fauna motaviana. Utiliza técnicas de cura e armas brancas em combate.
Alice: esta jovem caçadora de sandworms não sabe muito sobre o próprio passado, mas torna-se uma importante aliada de Leyla, auxiliando o grupo com ataques físicos muito poderosos e poder limitado de cura, que pode ser decisivo em um combate prolongado. Possui um espírito jovial e sempre tenta alegrar os outros membros da equipe nas horas de dificuldade.
Claus: o auto proclamado “mais poderoso esper de toda Motávia” é o usuário de técnicas ofensivas do grupo. Conhece poderosas técnicas de combate, mas possui HP e ataques físicos bastante limitados. Suas atitudes tendem ao egocentrismo, acrescidas de muitas e muitas investidas e galanteios para com Leyla, ocasionando em ótimas risadas para Alice (e também para os jogadores, espero).
Norton 2.8: ao contrário dos cenários anteriores, em Nova Paseo não existem mais andróides e robôs, mas algumas pessoas são cyborgs, cérebros humanos controlando corpos cibernéticos. Norton é uma dessas pessoas. Embora não conheça técnicas de combate, o alto valor de HP, sua habilidade de auto reparos, o dano consideravelmente alto com seu sabre de combate, e a capacidade de resistir a ataques de diversos elementos, fazem de Norton um excelente guerreiro de linha de frente.

Para concluir, Phantasy Star – The Newseed é a minha humilde homenagem aos 20 anos de Phantasy Star, uma aventura de curta duração algumas surpresas e inovações, e espero que venha a agradar os fãs da série clássica, com o retorno de antigas referências, e acréscimo de personalidade aos heróis e vilões.

Aguardem por informações de download na Gazeta de Algol (já agradecendo a vital ajuda de meu amigo Orakio Rob)

Bom proveito a todos, e cuidado ao andar pelas sombras!

Baixe aqui o fangame The "Newseed"

fanworks/fangames/newseed.txt · Última modificação: 2009/01/14 07:55 por orakio