A GAZETA DE ALGOL

"O morto do necrotério Guaron ressuscitou! Que medo!"

Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


fanworks:reviews:review_pscompcol

Review de Phantasy Star Complete Collection (Playstation 2)

Autor: Filipe Engleth Andrade

Tenho certeza que todos os fãs da série clássica que resolverem dar uma olhadinha nessa coletânea não irão se arrepender! É fantástica! É uma pena que não tenha sido lançada fora do Japão (mas a internet existe pra isso, não?), mas vale à pena dar uma olhada! Vou listar os destaques de cada um dos jogos da coletânea individualmente e, depois, falar das galerias de imagens.

Phantasy Star I

No menu de opções extras (quando apertamos select) podemos escolher o videogame: Sega Mark III (Ou Master System japonês) e Master System. Escolhendo o Sega Mark III, jogamos em japonês; escolhendo o Master System, jogamos em inglês! O jogo também tem diversas opções extras. A versão japonesa tem duas opções a mais que a americana: A primeira é de emular o chip FM contido na versão japonesa ou não, e a segunda é de usar hiragana no texto (que no original era exibido apenas em katakana, muito inconveniente).
De resto, as outras opções se aplicam também à versão americana. Essas opções são de velocidade e dificuldade. Podemos escolher a velocidade normal ou Boost 2, onde os personagens andam mais rápido, só um pouco mais lento que a velocidade que os personagens andam em Phantasy Star IV. Pra quem não tá com muita paciência, é ótimo. A outra opção é o nível de dificuldade. Existem os níveis normal, fácil e muito fácil. Não, não existe opção de mais difícil! O que eu pude notar na diferença das dificuldades é a quantidade de experiência e mesetas deixada pelos inimigos. No fácil essas quantidades são dobradas e, no muito fácil, quadriplicadas. Ou seja, se você é como eu, que odeeeeeia ficar treinando pra ganhar níveis, é uma maravilha trocar a dificuldade momentaneamente pra poder acelerar esse processo! :-)
Os gráficos ficaram bons também. A sensação é de que você está jogando no Master System mesmo, porque os gráficos não ficam super pixelados em tela cheia como acontece nos emuladores. Fica de um jeito legal! Parece que dá pra usar engines de melhoria gráfica mas eu esqueci de testar isso. ^_^

Phantasy Star II

Assim como o I, podemos escolher entre Mega Drive (como é conhecido no Brasil e no Japão), pra jogar em japonês, ou Genesis (como é conhecido nos EUA) pra jogar em inglês. A bateria da versão japonesa é mais forte que a americana. Prefiro a americana.
Também temos o lance do nível de dificuldade aqui! E se você é algum masoquista, lamento te decepcionar, mas não tem dificuldade mais difícil também (PSII MAIS difícil?)! Aliás, em nenhum dos jogos! É a mesma coisa do outro: no fácil a experiência e mesetas recebidas dos inimigos é dobrada, e no muito fácil, quadriplicada.
Também temos opções de velocidade: normal, boost 2 e boost 4. Confesso que eu só joguei PSII depois de PSIV e, já acostumado com a velocidade do PSIV, que considero agradável, achei PSII um bocado devagar à primeira vista. É só questão de costume, mas no boost 2 fica muito bom! Quase a mesma velocidade do PSIV, fica muito bom! No Boost 4 fica bastante rápido! Com essa velocidade e com a redução de dificuldade, dá pra zerar o jogo muito mais rapidamente. O legal é que o jogo continua difícil, mas o tempo gasto com aumento de níveis e exploração de cenários diminui bastante. Se você nunca conseguiu encarar o jogo porque acha muito difícil ou não teve paciência com esse tipo de coisa, experimente essa coletânea! A sensação é totalmente outra.
Também temos uma opção de janela rápida: ativada ou desativada. Isso é para os menus, que sempre ficam “abrindo” e “fechando” na hora de usá-los. Ativando a opção, eles apenas “surgem”, mais rapidamente.
Também temos uma opção de batalha rápida! Mais uma vez, por causa do costume com PSIV, eu achava as batalhas de PSII um bocado lentas, principalmente porque o inimigo ia sendo desenhado na tela. Com essa opção ativada, segurando X a batalha anda mais rápido! Uma maravilha de opção também.
O legal é que todas essas opções de velocidade, em todos os jogos, aceleram apenas os personagens, e não os textos, NPCs e etc. Não é como no emulador que quando você tenta acelerar, fica aquela desordem toda. Só fica rápido o que “deveria” ficar rápido. E as animações dos personagens não ficam mexendo rápida e estranhamente enquanto eles andam mais rápido. Mexem de maneira mais suave. Bem legal!
Os gráficos também dão a sensação de que você tá jogando num Mega Drive mesmo, não ficam muito pixelados.

Phantasy Star III

Esse aqui com certeza merece um destaque. Foi o que me fez gostar muito da coletânea! Eu sempre fui um dos que nunca gostou muito de PSIII. Já zerei, com todos os finais, mas o jogo por muitas vezes me irritava extremamente. Gosto muito da história e tal, mas o jogo, na minha opinião, peca em muitos quesitos. Bom, essa não é a questão agora. As opções extras merecem uma atenção muito especial aqui!
O jogo tem uma coisa extra, que não é “opção extra”, que são mais dois blocos pra se salvar o jogo. Ou seja, agora dá pra ter um save em cada uma das quatro gerações de netos do Rhys! Muito legal isso.
Agora sim, falando as opções extras: Temos a de escolher os idiomas, assim como nos outros. Também temos novamente a de dificuldade. Admito que zerei PSIII trapaceando e com programas que hackeiam save states de emulador, porque eu queria zerar mas não tinha paciência com o jogo (não que eu me orgulhe disso, mas…). Os primeiros inimigos do jogo dão apenas 1 meseta e 1 ponto de experiência! Eu achava isso muito pouquinho e só desmotivava ainda mais. Mas agora tem o “fácil” e o “muito fácil”, e nesse último eu posso ganhar 4 mesetas e 4 pontos de experiência! Que coisa maravilhosa (não me xinguem)! :-)

Ficar treinando, como eu já falei, não é comigo. Nesse jogo, então, nem se fala! Mas no “muito fácil” ficou bem melhor, porque treinar nesse jogo é meio complicado e o jogo também não é tão fácil assim. A opção de dificuldade caiu como uma luva pra mim. Agora, a opção de velocidade é digna de aplausos! Assim como no PSII, temos a normal, Boost 2 e Boost 4. Boost 4 é muito rápido. Se você faz o tipo apressadinho, pode se dar bem com ela. Parece rápido demais a princípio, mas se você gosta, se acostuma rápido. Já o Boost 2 deixa os personagens quase com a velocidade do PSIV. É super agradável e faz uma diferença enorme! Fica até difícil explicar com palavras o quanto uma mudança tão pequena deixa o jogo incrivelmente mais agradável (só faltava melhorar uns probleminhas nas batalhas pro jogo ficar ótimo mesmo, hehehe). Enfim, eu gostei bastante e tô até olhando o jogo com outros olhos! Se você é como eu, sem nenhuma paciência com PSIII, recomendo experimentar!
Os gráficos mantêm o nível do PSII.

Phantasy Star IV

Aqui não há muita diferença… PSIV é bem tranquilo de ser zerado. Não chega a ser um “passeio” porque pelo menos eu tive que treinar um pouco em alguns momentos, mas jogar PSIV no “muito fácil” deve deixar o jogo bem “turístico” mesmo! Fora isso, temos também a opção de velocidade: normal e Boost 2 (sem Boost 4 agora). Normal é aquela velocidade normal, que eu gosto, e Boost 2 é bem rápida! Semelhante ao Boost 4 do PSII e PSIII.
Os gráficos mantêm o nível do PSII e PSIII quanto a “pixelagem”.

Phantasy Star II - Text Adventures

Aqui, nada de muito diferente… Temos como salvar o jogo no meio do caminho, o que não era possível nas versões originais, e apenas isso.
Falando agora das músicas, foi usada a versão do MegaNet (que tinha músicas um pouco mais lentas em relação as versões de SegaCD), mas o som das músicas está um pouco melhorado! Alguns instrumentos diferentes e coisas do tipo. Achei legal. Infelizmente, como esses jogos nunca tiveram uma tradução oficial, só dá pra jogar em japonês mesmo.

Phantasy Star Gaiden

Eu sinceramente não me lembro de ter visto opções extras pra esse jogo… Não tem como aumentar a velocidade dos personagens e, que eu me lembre, também não tem como alterar a dificuldade (posso estar enganado, mas que eu me lembre não).
Assim como os Text Adventures, não teve tradução oficial e só pode ser jogado em japonês também.
A tela não fica inteira aqui, fica quase, mas o gráfico até que não fica ruim.

Phantasy Star Adventure

Bom… Aqui não vi nada de novo também. Acho que dá pra salvar no meio do jogo, como nos Text Adventures, mas não lembro direito… Só pode ser jogado em japonês e o padrão gráfico se assemelha ao PS Gaiden.

Sobre o aumento de velocidade

Em PSI, II, III e IV, se você aumentar a velocidade dos personagens, a taxa de encontros com monstros diminui! Ou seja, você anda pelo mesmo tempo que andaria “lentamente”, só que rápido. Você não fica dando de cara com inimigos o tempo todo por estar jogando em velocidade acelerada! Dá pra fazer algumas dungeons bem mais rápido por causa disso.
E lembrando também que aumentar a velocidade em PSI só funciona nos cenários “externos”, nas dungeons, continua normal.

Galerias

A galeria de PSI é ótima! Tem várias imagens, em torno de 70, se não me engano. Você pode mover as imagens pros lados e dar até zooms enormes nelas! E o melhor é que mesmo dando um zoom absurdo as imagens não perdem a qualidade, continuam de alta qualidade! Belíssimo trabalho! ^_^

Tem imagens dos personagens, scan do manual de instruções, fotos das caixas, fotos promocionais, as fotos usadas nos manuais em versão grandona e em alta qualidade, enfim. Muito bom!

A galeria de PSII é da hora também! Muitas imagens e tem as artworks de todos os personagens em altíssima definição, muito legal! Inclui imagens usadas nos manuais de instrução em qualidade alta também. Esse recurso de dar muito zoom e a imagem não perder a qualidade felizmente se aplica a todos os títulos! ^_^

A galeria de PSIII arrasa!!! E olha que eu nem sou muito fã desse jogo. Acho que não tem aqueles desenhos do livro que a Toyo Ozaki (é assim?) vendeu, mas tem várias imagens! Algumas eu nunca tinha visto. Aquela foto da guerra entre Orakio e Laya da abertura do jogo está aqui, desenhada como se fosse a lápis, em altíssima definição! Dá pra você dar um beeeelo zoom e ver o rosto da Laya com muitos detalhes! Imagem simplesmente imperdível! Fora isso temos várias outras imagens das outras gerações, scans dos manuais, as imagens usadas nos manuais em tamanho grande e tudo o mais. Muito bom!

A galeria de PSIV é a maior de todas. Tem umas 90 imagens e artworks fantásticas de todos os personagens. Algumas imagens eu nunca tinha visto e todas valem à pena serem conferidas também. Tem as imagens usadas nos manuais de instruções e tudo o mais também.

A galeria do Text Adventures, pra minha decepção, não tem os desenhos dos personagens nos jogos. Achei que ia ver aquelas fotos em tamanho grande e desenhadas, mas infelizmente só tem umas propagandas do Game no Kanzume Volumes 1 e 2, que são as coletâneas para Sega CD nas quais esses jogos foram incluídos.

A galeria de Phantasy Star Adventure é interessante também. Tem fotos dos manuais e desenhos de alta qualidade de todos os personagens. Vale à pena dar uma conferida também.

Por fim, a geleria de Phantasy Star Gaiden, pra minha surpresa, é uma das mais surpreendentes! Várias fotos que nunca vi, e algumas inclusive lindíssimas! Tem scans do manual de instruções. No manual, aparece uma foto de fundo bem bacana de Alis, Myau, Odin e Lutz; além de imagens dos personagens. A galeria contém todas essas fotos em alta qualidade. Eu nunca tinha visto esse desenho da galera de PSI junta, muito menos em tamanha qualidade! Uma das imagens mais legais que já vi do quarteto!! Fora isso, temos imagens dos outros personagens em artworks bem feitas e muito interessantes também.

Bom, é “basicamente” isso. Espero que tenham gostado e sugiro à todo mundo que experimente a coletânea. :-)

Em emulador não rodou (o som toca mas a tela fica preta), possivelmente por ser “emulação de uma emulação”, mas no meu PlayStation 2 rodou normalmente.

fanworks/reviews/review_pscompcol.txt · Última modificação: 2012/02/22 07:36 por filipeeng